GP da Espanha de 1986

12/02/2010

Grande Prêmio da Espanha realizado em Jerez no dia 13 de Abril de 1986.


Extensão da Pista e Número de Voltas 4,218 m e 72 Voltas
Pole Position Ayrton Senna 1'21"605
Volta mais rápida Nigel Mansell 1'27"176
Líderes por volta Ayrton Senna - 1ª à 39ª, 63ª à 72ª e Nigel Mansell - 40ª à 62ª
Pilotos que concluíram a prova 8
Abandonos 17

Mansell tinha tudo para vencer a corrida, mas de repente, o Williams número 5 perde toda a vantagem e foi ultrapassado por Senna (2º) e Prost (3º); o piloto inglês vai aos boxes colocar novo jogo de pneus e retorna ao circuito em 3º. O motivo da troca de pneus, é que um pedaço de metal grudado fazia o carro perder pressão e derrapar, devido a um minúsculo furo. Assim que o pneu atingiu a temperatura ideal, o piloto fez seis voltas mais rápidas e vai se aproximando rapidamente da McLaren do francês (2º).

O lance que pode ter determinado a vitória de Ayrton Senna. Faltando quatro voltas para o final, Mansell tenta ultrapassar Prost na reta dos boxes de um lado pro outro não conseguindo o feito. Senna (1º) que estava um pouco à frente ganha preciosos segundos com isso. Apenas no miolo do circuito é que o piloto inglês consegue ultrapassá-lo. Restando três voltas, Mansell tem pista livre e vai diminuindo a diferença em relação ao piloto brasileiro da Lotus. Na última volta e na última curva, o piloto está próximo de Senna e em condições de tentar a ultrapassagem e ganhar a prova. Na reta dos boxes, Mansell usa todo o vácuo para ultrapassá-lo, mas Senna consegue cruzar a linha de chegada com os ínfimos 0,014 milésimos de segundo.

Posts Relacionados

3 comentários :

Marcio disse...

Infelizmente NUNCA mais veremos isso, tanto pelos pilotos quanto pelos carros. A Fórmula 1 morreu faz tempo! É triste... Saudades Senna!!!

Edu aurrai disse...

Cara, que foda! E que PUTA SAUDADE desse negócio. Realmente, hoje em dia com toda a frescura, a F-1 não chega aos pés do que era nos anos 80.

Edu aurrai disse...

Cara, aliás me lembrou. Um que vai ficar pra sempre na minha mente, detalhe por detalhe, é o GP de Monaco em 92.