História do Circuito de Keimola

18/08/2010

Bom pessoal sei que este circuito de hoje não teve corridas de F1, mas a F2 esteve por lá, e este circuito ainda teve um incendio que eu achei que valeria a pena falar dele.




O “Keimolan Moottorstadion” foi fechado em 1978 em meio a sérios problemas financeiros.

Na década de 80, alguns grupos de motoqueiros decidiram reativar o circuito… ilegalmente! Eles organizaram e correram em eventos clandestinos.

Apesar de estar usando apenas uma pequena parte do circuito, o traçado – como um todo – estava em boas condições. Se os proprietários quisessem reativá-lo, pouco haveria a ser feito.

Os eventos clandestinos continuaram acontecendo até que em 1988 aconteceu um grave acidente!

Correr, sim… mas em outro lugar: os proprietários do circuito colocaram diversas barreiras de concreto atravessadas ao longo da pista para que não fosse mais possível realizarem corridas clandestinas no local.

Como uma autoestrada estava sendo construída bem em frente ao antigo autodromo foi fácil retirar os obstáculos da pista e colocar o circuito em funcionamneto novamente.

Pouco depois de saber que as atividades haviam retornado a Keimola, os donos do circuito mandaram cavar valas, destruindo o asfálto, impedindo de vez que provas fossem realizadas ali de forma clandestina. Onde se localizavam os boxes tinhamos depósito de pneus velhos. Esta situação perdurou até 2003, quando um grupo de adolescentes ateou fogo nos pneus velhos.

Levou mais de 5 anos até os proprietários do local permitirem visitas ao antigo autódromo.

As ruínas do paddock e da torre ainda estão lá.
Acima, um mosaico com este que vos escerve em um dos andares da torre. Keimola não pode morrer!




 Largada e Chegada



 Entrada dos Pits



Agora dois videos de Keimola no primeiro alguém andando de moto pelo que restou do circuito e no segundo um video mostrando Keimola em seu auge.

Posts Relacionados

1 comentários :

Verde disse...

Excepcional! Pra quem presta muita atenção nos circuitos ao redor do mundo, como são os nossos casos, é muito triste ver o descaso burro para com Keimola. Já tinha ouvido falar dessa pista e, confesso, o traçado não me agradou muito. Mesmo assim, é muito triste ver que o circuito mais expressivo da história do país terá um final ainda mais trágico do que Jacarepaguá.

E a torre da Mercedes é sensacional. Acho que há em outros circuitos além de Keimola e Avus.