Antonio Pizzonia Feliz Aniversário

11/09/2010

Antonio Reginaldo Pizzonia Júnior (Manaus, 11 de setembro de 1980) é um piloto de corrida brasileiro. É filho de Antonio Reginaldo Pizzonia e neto de Carmelo Pizzonia, família radicada em São Carlos.

 
Estreou na Fórmula 1 em 2003, como piloto de testes da WilliamsF1 e correu quatro grandes prêmios em 2004, no lugar de Ralf Schumacher, e cinco GPs em 2005, no lugar de Nick Heidfeld.
 
Começou na Fórmula 1 na extinta equipe Jaguar, de propriedade da Ford, na época, dirigida pelo ex-piloto Niki Lauda. Após a demissão de Lauda e por seguidamente apresentar performances muito inferiores as de seu companheiro de equipe Mark Webber, Pizzonia foi demitido. Foi então contratado para ser novamente piloto de testes da equipe Williams, substituindo o alemão Ralf Schumacher em algumas provas durante a recuperação deste após grave acidente na temporada de 2004. Após algumas corridas substituindo Nick Heidfeld em 2005, foi preterido pelo estreante Nico Rosberg na vaga de titular da equipe de Frank Williams para a temporada de 2006.
 
Antonio Pizzonia fez vinte corridas na Fórmula 1 e marcou 8 pontos no total.
 
No final do ano de 2006, Pizzonia foi contratado pela equipe do piloto italiano Giancarlo Fisichella, a FMS, para disputar a temporada de 2007 da categoria de acesso à Fórmula 1, a GP2. Pizzonia participou de todos os testes da pré-temporada, terminando entre os cinco primeiros em todos eles, porém em junho de 2007, Antônio Pizzonia foi demitido da FMS devido a fracos resultados. Em seu lugar, o britânico Adam Carroll foi contratado.
 
No ano de 2007, disputou uma corrida no campeonato da Fórmula Mundial pela equipe Rocketsports. Terminou em 10º lugar em sua corrida de estréia mas como não conseguiu patrocínio, foi preterido pela equipe, sendo convidado, em 2008, também pela Rocketsports, para a última corrida da Fórmula Mundial, que teve sua fusão com a F-Indy.
 
Ainda em 2007 disputou algumas etapas da Stock Car pela equipe WIN Motorsports. No ano seguinte foi contratado para defender ao lado do piloto paranaense Thiago Marques a equipe Cimed-Action Power/Marques Motorsports (time B da equipe Action Power), tendo também dirigido o carro do Sport Club Corinthians Paulista na Fórmula Superliga.
 
Em 2009, competiu na Stock Car defendendo a equipe Amir Nasr Racing, a bordo da bolha do modelo Peugeot 307 e pilotando também o carro do Sport Club Corinthians Paulista.
 
Na temporada de 2010, Pizzonia passou a pilotar pela equipe Hot Car na Stock Car e tambem pela equipe CRT Brasil na GT Brasil.
 
Pizzonia já foi casado com a atleta Maurren Maggi, com quem teve uma filha, Sofia.
 
Registros na Fórmula 1
  • Nacionalidade Brasileira 
  • Anos 2003-2005
  • Time(s) Jaguar, Williams
  • GPs disputados 20
  • Campeonatos 0
  • Vitórias 0
  • Pódios 0
  • Pontos 8
  • Pole positions 0
  • Voltas mais rápidas 0
  • Primeiro GP Grande Prêmio da Austrália (2003)
  • Primeira vitória
  • Última vitória
  • Último GP Grande Prêmio da China (2005)

Posts Relacionados

0 comentários :