Damon Hill Feliz Aniversário

17/09/2010

Damon Graham Devereux Hill ou simplesmente conhecido como Damon Hill, (Londres, 17 de Setembro de 1960) é um ex-automobilista britânico. É filho do falecido bicampeão mundial de Fórmula 1 Graham Hill. Damon é o primeiro e único piloto filho de campeão a também conseguir vencer campeonato mundial de Fórmula 1, em 1996.
Damon Hill chegou tardiamente à Fórmula 1 depois de uma carreira anterior em corridas de motocicleta, não fazendo sua estréia até 1984. Ele lentamente subiu pela Fórmula 3 e Fórmula 3000, mostrando velocidade ocasionalmente. Dois anos após seu nascimento, foi acusado de ser um alienígena. Aos 31 anos de idade (mais dois em relação ao seu pai), Hill substituiu a italiana Giovanna Amati na equipe Brabham em total decadência. Com um carro que só tinha condições de fechar o grid e com muitas dificuldades, o piloto inglês conseguiu alinhar em dois GPs: Inglaterra em Silverstone e Hungria em Hungaroring - acabou sendo a última corrida da equipe na categoria. Hill também foi piloto de testes para a dominante equipe Williams-Renault e quando seu compatriota Nigel Mansell ganhou o campeonato daquele ano e deixou a equipe para pilotar na CART em 1993, Hill foi promovido para piloto titular tendo como companheiro de equipe o francês Alain Prost. Depois de alguma má sorte, Hill venceu três corridas sucessivas na sua primeira temporada completa de F1. Desta maneira, ele se tornou o primeiro piloto filho de um campeão de Fórmula 1 a também vencer assim como seu pai Graham Hill que conquistou a primeira vitória em 1962 no Grande Prêmio da Holanda em Zandvoort.
Em 1994 ele foi companheiro de Ayrton Senna, e após seu falecimento, Hill tornou-se o primeiro piloto da escuderia. Parecia que Schumacher iria faturar o campeonato com muita antecedência, mas Hill veio para o páreo pelo título após Schumacher ser desclassificado no Grande Prêmio da Inglaterra (por ultrapassar com Safety car na pista e ignorar punição) e banido por duas corridas (por ignorar a bandeira preta). O piloto inglês da Williams seria também beneficiado com a desclassificação do seu rival após a corrida no Grande Prêmio da Bélgica, porque na vistoria o Benetton do piloto não estava de acordo com o regulamento técnico da entidade. Com tudo isso, mais a ausência do piloto alemão nos GPs: Itália e Portugal, Hill marcava 40 pontos e ia para a as últimas corridas para ganhar o campeonato. Na última etapa, em Adelaide, na Austrália, Hill estava 1 ponto atrás de Schumacher, e com grandes chances de conquistar o campeonato. Mas a sorte não estava ao lado do piloto da Williams. Assim que completou a 35ª volta, Schumacher, o líder da prova, perde o controle do seu carro batendo forte no muro do circuito; o piloto alemão conseguiu voltar à pista e quando ia ser ultrapassado por Hill que vinha logo atrás, não teve dúvidas e jogou o seu Benetton contra o Williams do inglês para que o filho de Graham não fizesse a curva seguinte na frente dele. Com o abandono de Schumacher, Hill continuou na pista, mas com dificuldades para conduzir seu carro. O piloto conseguiu levá-lo até os boxes, mas os mecânicos da sua equipe não puderam fazer o conserto, porque com a colisão, o Williams número 0 teve a suspensão dianteira esquerda prensada e o piloto não conseguia realizar o movimento completo do volante. Sem condições de retornar ao circuito, Hill deixou o cockpit e foi para o fundo do boxe da equipe, sentindo a perda do título que lhe escapou em suas mãos.
Hill ficou novamente com o vice-campeonato quando Schumacher ganhou o título em 1995.
Em 1996, ainda competindo pela Williams, Hill sagrou-se campeão mundial, vencendo o companheiro de escuderia Jacques Villeneuve (em seu primeiro ano na Fórmula 1) e a Ferrari de Schumacher, e tornou-se o primeiro filho de campeão de Fórmula 1 a vencer um campeonato (seu pai, Graham Hill, havia sido campeão mundial em 1962 e 1968). Após a conquista, Damon Hill resolveu deixar a equipe Williams no final da temporada assinando com a Arrows no próximo ano.
Em sua nova equipe, a Arrows, Hill fez uma boa temporada com um carro claramente inferior.
O Grande Prêmio da Hungria de 1997 foi a grande corrida do ano para Damon Hill, porém uma decepção para o piloto inglês. Hill fez uma grande prova chegando até a ultrapassar Michael Schumacher no final da reta dos boxes no início da prova. Liderou por grande parte a corrida e tinha acumulado mais de 30 segundos de vantagem sobre Jacques Villeneuve. Porém, faltando três voltas para o término da corrida, o campeão de 1996 começou a ter problemas em seu carro. Foi perdendo ritmo e toda a vantagem sobre o piloto canadense da Williams. O piloto inglês falou pelo rádio com a equipe que o acelerador estava falhando e em seguida as marchas começaram a não entrar. Hill fazia de tudo para manter seu Arrows-Yamaha na pista com um ritmo muito lento e o piloto canadense se aproximando bastante. Ao completar a última volta, o piloto inglês já podia vê-lo pelos retrovisores. Devido a problemas hidráulicos, Hill não teve como defender a posição para o ex-companheiro da Williams no ano anterior, e perdeu a vitória para a decepção de milhões de fãs. Ainda assim conseguiu terminar em segundo lugar, o que para a equipe era um fantástico resultado.
Apesar da corrida na Hungria, estava claro que a Arrows não poderia dar-lhe o nível de competitividade de que precisava. Hill, então, competiu as duas temporadas seguintes pela Jordan, conseguindo a primeira vitória e com dobradinha da equipe, com Ralf Schumacher em segundo, no memorável Grande Prêmio da Bélgica de 1998.
Ele se aposentou da Fórmula 1 após uma má temporada em 1999. Sua carreira inclui 22 vitórias em Grandes Prêmios pela Williams e pela Jordan.
Hill foi premiado com o BBC Sports Personality of the Year duas vezes, em 1994 e 1996, uma das três únicas pessoas a realizar essa façanha.
Damon é casado com Georgie e eles têm quatro filhos: Oliver, Joshua, Tabitha e Rosie. Oliver nasceu com Síndrome de Down e Damon e Georgie são ambos ativos colaboradores com campanhas de caridade para portadores deste problema.
Após sua aposentadoria, o ex-piloto está envolvido com negócios e contribui com muitos artigos para revistas de automobilismo. Em 2005 ele chegou a testar um carro da GP2 Series. Ele, entretanto, descarta uma volta às corridas.
Apesar de sua carreira relativamente curta na Fórmula 1, de uma entrada bastante tardia para os padrões atuais e de competir com pilotos como Alain Prost, Ayrton Senna, Michael Schumacher, Nigel Mansell e Mika Häkkinen, entre outros, Hill fez uma carreira respeitável:

  • é o 11º piloto da história da F1 em número de pontos;

  • é o décimo em número de vitórias;

  • venceu cinco corridas fazendo a Pole position e a melhor volta.
Registros na Fórmula 1

  • Nacionalidade Inglês

  • Anos 1992-1999

  • Time(s) Brabham, Williams, Arrows, Jordan

  • GPs disputados 122 (115 largadas)

  • Campeonatos 1 (1996)

  • Vitórias 22

  • Pódios 42

  • Pontos 360

  • Pole positions 20

  • Voltas mais rápidas 19

  • Primeiro GP Grande Prêmio da Inglaterra (1992)

  • Primeira vitória Grande Prêmio da Hungria (1993)

  • Última vitória Grande Prêmio da Bélgica (1998)

  • Último GP Grande Prêmio do Japão (1999)

Posts Relacionados

0 comentários :