Roma assina contrato para sediar prova

10/09/2010

Espero que com esta medida com o passar do tempo não tirem o circuito de Monza do calendário.

Roma assinou contrato de cinco temporadas para receber uma prova de F1. A capital italiana sediará o seu GP inaugural em 2012 ou 2013, segundo os organizadores.


"Parabanizo os resultados que ele alcançou", disse Gianni Alemanno, prefeito de Monza, referindo-se ao organizador do evento Maurizio Flammini. "Espero que o GP de Roma possa começar em 2012", completou.

A prova será disputada em um circuito de rua. Os representantes de Monza, tradicional palco do GP italiano, não estão muito contentes com a "concorrência", apesar de Alemanno garantir que não haverá problema. "A corrida de Monza irá permanecer, não será destruída por Roma", afirmou.

No dia 19 de maio o prefeito de Roma, Gianni Alemanno apresentou o projeto da cidade para concorrer a uma vaga entre os circuitos da Fórmula 1. O projeto do circuito, que tem aproximadamente 4,6 Km de extensão e teria um tempo de volta, considerando o desempenho dos carros de hoje, próximo a 1:34 min, fica localizado no bairro de EUR, que é conhecido como o centro urbano moderno de Roma. A campanha para a capital italiana sediar um Grande Prêmio está bem estruturada, contando inclusive com um site, onde se pode entender melhor a relação de Roma com o automobilismo, bem como breves histórias de grandes pilotos romanos. Mas nas últimas semanas as pretensões italianas de lançar um novo circuito para a F1, sofreram um forte golpe devido as recentes farpas entre Ferrari e FIA, que podem resultar, segundo a casa de Maranello, na saída dos carros vermelhos da categoria principal do automobilismo mundial. Hoje, na França, acontece o julgamento impetrado pela Ferrari, contra o novo regulamento imposto pela FIA para 2010. O GP romano, se tudo der certo, deverá acontecer em 2012, e não extinguiria a corrida em Monza.

Posts Relacionados

0 comentários :