Nelson Piquet Jr. revela como 'Crashgate' foi planejada

10/12/2010


Nelson Piquet Jr quebrou seu silêncio sobre a conspiração para causar um acidente no Grande Prêmio de Cingapura de 2008.

Em uma entrevista ao The Times o ex-piloto da equipe explicou como Flavio Briatore e Pat Symonds conceberam a idéia para ajudar Fernando Alonso vencer a corrida.


Piquet disse:


Eu podia ver que eles estavam nervosos. A sala era quente e muito tensa. Fiquei muito surpreso porque Flávio é um cara muito certo e eu não tinha visto ele assim.


"Symonds começou a falar primeiro. 'Olha, os dois carros estão na parte de trás do grid, ele me disse. "Estamos em uma situação onde nós não vamos chegar a lugar nesta corrida a menos que algo extraordinário acontece."

Flávio concordou com ele. "Seria um desastre para a equipe a menos que algo extraordinário aconteça."

Fiquei lá ouvindo porque eu não conseguia descobrir onde isso acontecia. Ambos foram muito inquieto e a situação era extremamente tensa. Eu não acho que eu tinha dito uma palavra a este ponto.


Foi só depois de cinco minutos que Flavio fez o seu campo. "Olha, a única maneira que podemos nos beneficiar de qualquer maneira para fora aqui é pela obtenção de um safety car no curso no momento certo", disse ele.


Fiquei lá, olhando para eles. Ambos me lembravam do que tinha acontecido na Alemanha, quando alguém [Timo Glock ] caiu logo depois que pitted e cheguei em segundo na corrida. "Você quer ajudar a equipe? Flavio disse. "Se você falhar no momento certo pode mudar tudo."
Nelson Piquet Jr.


Ele admitiu: "Eu nem sequer considerou a moral dele."


Piquet também alegou que, poucos dias antes da corrida Briatore pediu-lhe para assinar um contrato para 2009, que dava à Renault o direito de rescindir o acordo, mas impedido de negociar com outras equipes.



Piquet ficou em silêncio sobre a conspiração até agosto de 2009, depois que ele havia sido derrubado pela equipe. Instalou-se uma reivindicação de difamação com a equipe no início desta semana.


Fonte:f1fanatic.co.uk

Posts Relacionados

0 comentários :