O Pior e o Melhor de 2010:Pilotos

08/12/2010


Caros Amigos do Gpexpert,


Conforme prometido, começaremos hoje uma série de posts destinados a qualificar o houve de melhor e pior em 2010 na F1. Começo pelos pilotos, deixando claro algumas regras e detalhes das avaliações.

Primeiramente, a ordem passada abaixo não significa quem foi o melhor ou o pior do ano, serão dois grupos, os dos piores e dos melhores. Segundo, não serão colocados pilotos das equipes estreantes, pois julguei covardia, fazer isso com eles (eles estão num post próprio junto com suas equipes) e finalmente, quem não estiver em nenhum dos grupos, não subiu nem desceu em 2010, ficou na mesma.

Vamos lá?


Pilotos: Sobem...


Sebastian Vettel: Evidentemente, o campeão não podia ficar de fora. Depois de um início de ano enrolado e com alguns azares, Vettel acertou a mão, junto com seu ótimo carro, teve muita confiança, fazendo um final de campeonato espetacular, com as quatro últimas poles-positions do ano e "quase" quatro vitórias no final (quase conseguiu na Coreia). Sem dúvida nenhuma, mereceu o título.


Mark Webber: No início da temporada já era dado como fora da equipe, com a vinda de Kimi Raikkonen para 2011, mas quietamente, foi vencendo corridas e chegou perto do final da temporada como líder do campeonato. No final, perdeu o fôlego e o campeonato. Muitos dirão que foi pelo ombro fraturado, que foi um tremendo vacilo de sua parte. Mas para quem era dado como morto, foi um bom ano.


Kamui Kobayashi: Koba foi uma atração nesta temporada, desmistificando a teoria de que não tem ultrapassagem na F1. Foram muitas emoções e algumas trapalhadas, mas não há que não tenha gostado da pilotagem do japonês.


Rubens Barrichello: Barrichello quando foi demitido pela Brawn no ano passado, foi "acolhido" pela Williams, e o pensamento geral era que seria um ano pífio dele e de sua equipe. O tempo mostrou que não era bem assim. Com sua longa experiência, Rubinho fez a Williams evoluir muito na temporada. Fez vários pontos, chegou várias vezes no Q3 e ajudou a desenvolver o pior motor da F1 atual, o Cosworth. Conseguiu o que queria, mais um ano de F1, palmas pra ele...


Nico Hulkenberg: Hulk começou o ano mal, mas campeão que foi na GP2, soube "capitalizar" o companheiro de equipe que tinha e evoluiu muito. A pole no Brasil não era pra ter sido em condições normais, mas foi uma chance aproveitada por um piloto muito bom. Hulk peitou a equipe em dizer que não traria grana pra correr (louvável!) e perdeu a vaga, mas tenho certeza que irá encontrar um cockpit pra 2011.


Nico Rosberg: Quando Schumacher chegou a Mercedes, pensei : "acabou a carreira desse piloto". Não porque acho Schumacher o máximo, mas pelo o que ele fez com seus outros companheiros de equipe. Nico surpreendeu a todos e se destacou, mostrando o seu valor.


DESCEM...


Fernando Alonso: Pensei muito antes de colocar Alonso aqui. A sua temporada foi longe de ser ruim. Ganhou várias corridas, foi vice-campeão da temporada e acima de tudo, ganhou a Ferrari pra si. Mas suas atitudes e arrogâncias, durante a temporada, foram tão destacadas como seus feitos positivos. Coagir a equipe a força jogo de equipe (vide GP da Alemanha), fugir das perguntas na coletiva, criticar Petrov e não cumprimentar o campeão do mundo, não são atitudes de bicampeão, por isso Alonso está nesse grupo.


Felipe Massa: Quando a temporada começou todos se perguntavam: " Será que Massa voltará a ser rápido depois do acidente de 2009?". Na primeira corrida, ele mostrou que estava recuperado, mas nesta mesma corrida viu qual seria seu novo problema... Alonso.

Alonso foi mais rápido e melhor que Felipe em 2010, dentro e fora da pista.

Felipe, que era dado como filho querido da equipe, foi colocado de lado e não conseguiu reagir bem a isso, Alonso levou a Ferrari para seu lado e o golpe fatal foi a "entregada" no GP da Alemanha.

Resumo: 2010 foi pior do que 2009 pra Massa, por mais incrível que possa parecer. Nenhuma vitória, alguns podiuns e o moral abalado este é o saldo de 2010.

Felipe ganhou uma sobrevida pra 2011, graças a derrota de Alonso no campeonato e os novos pneus pra 2011. Terá assim o seu festival " última chance", caso contrário, o seu futuro na Ferrari será negro.


Pedro dela Rosa: Este mostrou por que é um ótimo piloto de teste e só isso. Foi massacrado por Koba e quando saiu seu substituto fez o mesmo número de pontos que ele em poucas corridas.


Michael Schumacher: O que dizer do ano de Schumi?

Para quem prometia um ano com vitória e títulos, ele foi simplesmente pífio. Ele foi o "centernada" do ano (e não o Corinthians). Nada de vitórias, nada de podiuns e nada de poles. Se fosse a pontuação antiga, ele teria feito pouco mais de 10 pontos.

Esse resultado foi o estopim para um bombardeio de críticas, principalmente daqueles que questionam seus números, pois além disso, foi massacrado por Rosberg na temporada.

Com a mudança dos pneus e nos carros espera-se que Schumacher volte a andar na frente, pois senão, será mais um no festival "última chance".


Na próxima, veremos as equipes, mas por enquanto vocês acham, concordam ou não com as avaliações?


Abraços.

Posts Relacionados

0 comentários :