O Pit-Stop na F1

17/01/2011

A coluna post do leitor desta segunda foi enviada pela nossas leitora Ana Paula Vieira ele nos conta como é o pit-stop na F1.
O pit-stop completo da Fórmula 1, com troca de pneus e reabastecimento, um mínimo de 18 mecânicos participam das atividades. Este número, porém, pode chegar a 23 integrantes. 
  • 2 mecânicos erguem os carros com macacos, um dianteiro e outro traseiro.
  • 3 mecânicos cuidam de cada pneu, num total de 12. Um aparafusa e desaparafusa a roda utilizando pistolas automáticas, outro retira o pneu antigo e um terceiro encaixa o novo.
  • 3 são responsáveis pelo reabastecimento. Um encaixa e desencaixa o bocal da mangueira no tanque do carro. Outro serve de apoio, auxiliando a segurar a mangueira. Um terceiro mecânico fica ao lado do equipamento de reabastecimento, acompanhando a operação.
  • 1 “homem do pirulito”, que segura uma placa diante do piloto, avisando para que ele mantenha o carro neutro (ponto morto) durante a troca de pneus. Quando vira a placa, o mecânico orienta o piloto a engatar a primeira marcha e, quando a retira, é o sinal para que o competidor retorne à pista. A Ferrari trocou este integrante por um código de luzes.
“Pode haver ainda um mecânico de cada lado do carro para limpar os radiadores se houver sujeira, assim como outro pode limpar a viseira do piloto”, afirma Capelli. “Se for necessário ajustar a asa dianteira, outros dois integrantes podem participar do pit stop, utilizando chaves nas laterais dos aerofólios para mudar a regulagem”, conta.
Assim, num caso extremo, em que o piloto precise trocar pneus, reabastecer, ajustar a asa, limpar radiadores e a viseira, o pit-stop da Fórmula 1 pode incluir até 23 integrantes.

Posts Relacionados

0 comentários :