A instável situação de Felipe Massa na Ferrari

18/05/2011

Caros amigos do Gpexpert,


Nesta semana de folga da F1 resolvi guardar um assunto, que está sendo ventilado pela impressa brasileira e europeia, e possui uma tendência de ser "amplificado" nos próximos meses, que é o futuro de Felipe Massa na F1.

Sabemos que ainda não é época de "dança das cadeiras" na F1 e possíveis mudanças devem surgir lá pra agosto ou setembro. É praxe da Ferrari, por exemplo, colocar um comunicado na porta de seu motorhome no dia do GP da Itália anunciando seus pilotos para próxima temporada.Mas por que já preocupação?


Embora haja tempo para que as equipes escolham seus pilotos, muito do que é definido amanhã, é pensado e analisado com os resultados de agora. Por isso, Felipe Massa deve começar a abrir o olho com seu futuro na Ferrari.

De um piloto quase campeão em 2008 até 2011, muita coisa mudou para Felipe Massa (e não estou falando do acidente em 2009). Aquela condição de primeiro piloto 3 anos atrás, não existe mais nem palidamente. Está condição não se deve apenas ao comportamento de Alonso dentro da equipe. Seu desempenho vem sendo questionado desde a temporada passada, quando foi facilmente superado pelo espanhol. Seu rendimento em treino e corrida cairam desde a saída de Raikkonen e a condição de unanimidade dentro da equipe não existe mais.

Os motivos que levam estes fatos, talvez sejam simplesmente dois: Primeiro, o domínio que Alonso criou dentro da equipe, tanto pelo bom sentido e tanto pelo mau sentido das palavras. O mau sentido seria as imposições que ele colocou em seu favor dentro da equipe, passando pelo momento nojento de exigir que Felipe lhe desse a vitória na Alemanha. O bom sentido seria o fato que Alonso ganhou a preferência, pois é melhor que Felipe Massa como piloto, sabe tirar o máximo do carro e sabe motivar a equipe como um todo. Por exemplo: Saiu falando, na última corrida, da grande evolução do carro e que vai lutar pelo título.

Com isso, caimos no segundo fator: Felipe, muitas vezes, não consegue administrar situações e momentos mais difíceis. Muitas vezes, fica introspectivo e não sabe dar este apoio e motivação que qualquer equipe precisa em momentos difíceis.


Esta temporada tem sido pra ele uma tremenda gangorra.Teve um mau desempenho na Austrália, depois tendo boas atuações na China e Malásia (dentro das limitações do carro) e uma atuação qualificada como "esquisita" na Turquia, onde tudo foi ruim, tanto seu desempenho como a péssima atuação da equipe no trabalho de box. No fim, na entrevista de TV,ficava visível o seu desânimo.


Este desempenho e a boa atuação de Alonso, fizeram com que as boas atuações de Felipe fossem esquecidas e que os rumores de sua saída da Ferrari só aumentem.

Para piorar a situação, além do podium de Alonso, as próximas duas corridas, são pistas onde Alonso se destaca e mesmo com carros ruins, tem boas atuações. Não me espantaria uma vitória do espanhol em uma destas corridas, principalmente depois da melhora do carro.


Resta apenas uma coisa para Felipe neste momento, reagir... mostrar as garras.

Lutar e buscar os melhores resultados possíveis, quem sabe até vitórias. Caso contrário, estes serão seus últimos dias na casa de Maranello.


Para que fiquei claro, acho Felipe um bom piloto e com potencial, mas talvez não ache ele tão forte como já achei um dia.


Rapidinho, sobre a corrida de domingo...

O Gp da Espanha normalmente, é sempre chato e previsível, mas com o novo regulamento e os novos pneus, pela primeira vez em muitos anos espero uma boa corrida e com a Ferrari na briga pela vitória.





Abraços and keep yourself alive!

Posts Relacionados

0 comentários :