Especial Monaco Parte 3: Bandini, a maior tragédia de Mônaco

27/07/2011

Semana passada tivemos a segunda parte do especial falando sobre Monaco, vamos dfar continuidade a este especial.

A morte do italiano Lorenzo Bandini em 1967 é a maior tragédia já ocorrida no circuito de Montecarlo. A maior esperança italiana de ser novamente campeã mundial desde a trágica perda de Alberto Ascari (também piloto da Ferrari e igualmente morto em um acidente), era líder do campeonato no momento de sua morte.


Bandini estava em segundo lugar na volta 82 do GP de Mônaco de 1967 quando bateu na entrada do Túnel e seu carro explodiu. A causa foi um choque com as inúteis proteções de feno e um poste ao lado da pista, comuns à época. Altamente incendiável, o feno alastrou o incêndio ainda mais, dificultando o resgate do piloto.

Com muitas queimaduras, ele foi levado ao hospital em Lyon mas não resistiu depois de três dias internado. Sua morte causou problemas judiciais para a Ferrari, já que a Justiça Italiana exigiu explicações do construtor. O mesmo aconteceu com o Principado de Mônaco, que processou os responsáveis pelo GP sobre a demora no resgate, mas acabou arquivando o caso.

Depois disto, a Ferrari só foi ter um novo piloto italiano em 1984, com Michele Alboreto, por pouco tempo, o mesmo acontecendo com o italiano Ivan Capelli.

Bandini correu 42 provas, com uma vitória (GP da Áustria de 1964), 8 pódiuns e 1 pole position.

Fonte: almanaque esportivo

Posts Relacionados

0 comentários :