Macabro

01/07/2011


O austríaco Jochen Rindt, único campeão póstumo da F1, morreu pilotando um clássico Lotus 72C, durante a classificação para o GP da Itália de 1970.

E, com o que sobrou do carro, fizeram uma espécie de mausoléu macabro.

Nestas fotos, percebe-se que existem outros itens da extinta equipe, além de rodas e um pôster na parede da garagem.

Descoberta do "arqueólogo" Adriano Favetta.

fonte:blogsportf1

Posts Relacionados

0 comentários :