Renascimento

27/07/2011

Caros Amigos do Gpexpert,

Depois de mais uma prova do campeonato, tivemos uma grata surpresa na Alemanha, o renascimento de Lewis Hamilton, para o F1 e para o campeonato 2011. Depois de ser alvo de várias críticas e de suas próprias atitudes, Hamilton deu show e numa atuação impecável, conseguiu uma vitória inesperada e convincente. Ótimo pra F1, que não pode abrir mão de pilotos arrojados como Hamilton.
Outra coisa importante, esta vitória da Mclaren mostra como é vital neste carro o escapamento aerodinâmico. O carro teve um comportamento que não se via. Porém, seria um fogo de palha?
Tirando Hamilton, podemos destacar a progressiva evolução da Ferrari, com Alonso e uma visível queda da RBR, mesmo com a volta do escapamento.
Vettel, pela primeira vez no ano, foi mal. Não só pela rodada, mas seu ritmo foi abaixo do esperado.
Seria o peso de correr em casa? Outros campeões tiveram dificuldades de correr em solo, Vettel não seria o primeiro.
Seria problema de freio mesmo? Ou simplesmente, excesso de zelo ?
Mesmo assim, Mark Webber decepcionou ainda mais. Sem Vettel pelo caminho, ele não conseguiu se impor e perdeu mais uma chance de mostrar que pode ser fator neste campeonato.
A próxima corrida é vital para a RBR no campeonato. Já que a pista favorece ao carro e mais uma vitória de de uma rival, fará o recesso de agosto, um longo mês e de pressão sobre a equipe dos touros.
Outro detalhe importante, é que as duas corridas seguintes (SPA e Monza) serão corridas duríssimas, em que dificilmente irá vencer. Território favorável para Ferrari, que já descontou 14 pontos em duas corridas com Alonso. O campeonato vai começar a apertar.
De resto, uma corrida bem movimentada, destacando a brilhante corrida de Adrian Sutil que chegou em sexto, à frente das Mercedes, que nem em casa conseguiu um resultado bom. Tomara que não seja um brilhareco do Alemão.

Com relação aos brasileiros, é melhor não falar nada, pra não ser repetitivo, pois não há nada de novo. Felipe Massa pode ainda culpar a Ferrari pela parada de box, mas não pode culpa-la, pelo seu ritmo de corrida.
Cheguei a apenas uma conclusão: " Quanto mais vejo Massa e Barrichello correr, mais sinto saudades de Piquet e Senna."
Preciso explicar? Não.

Semana que vem tem mais.

Abraços and keep yourself alive!!

Posts Relacionados

0 comentários :