Competência, eficiência e sorte

31/08/2011


Caros Amigos do Gpexpert,

O que dizer do Gp da Bélgica? Foi interessante, mas pra mim faltou chuva. Com ela, a prova teria sido melhor e teria embaralhado mais as cartas.
A vitória de Vettel foi inesperada.
Inesperada? Sim, pois era um circuito que não favorecia ao carro da RBR, já que tem longas retas. O lugar natural do alemão seria disputar um quarto lugar atrás das Mclarens e Alonso. Porém, as circunstâncias permitiram que Vettel vencesse.
Ele foi muito competente na volta da pole, sabendo tirar proveito das condições da pista.
Na corrida, de início, não era o mais rápido e o consumo de pneus estava elevado. Fez uma parada com 6 voltas e ficou pra trás, enquanto Alonso parecia caminhar para vitória.
Vettel começou a recuperar as posições, com ultrapassagens e com as paradas dos outros pilotos, quando chegou a liderança, já estava com os pneus gastos e com Alonso se aproximando, só que a veio o golpe de sorte e eficiência de uma grande equipe. O Alemão foi para os boxes, na entrada do safety car e voltou em terceiro colado em Webber e Alonso, com pneus novos e com o carro acertado. Daí para frente foi ultrapassar os dois e ir para vitória.
Isto foi a composição de Vettel e da RBR, um pacote completo, ligado à competência, eficiência e sorte. Uma vitória importante que pode ter selado o destino do campeonato.


Olhando por outra ótica a corrida, não entendi a Ferrari. Acertou na tática de apostar em pista seca para a corrida, começou como um foguete na mão de Alonso, mas na segunda metade não segurou o ritmo e nem chegou ao pódio. O que aconteceu??
Além da RBR a corrida teve dois destaques positivos: A boa corrida de Schumacher que chegou em quinto vindo de último e com belo capacete dourado, mas ainda é muito pouco para um heptacampeão.
Jenson Button também foi bem, teve uma segunda metade de prova excelente, arrancou do fim do pelotão, pois caiu para décimo oitavo na largada e chegou num ótimo terceiro. Faz uma temporada bastante interessante.
Bruno Senna teve dois opostos neste fim de semana, foi do céu para o inferno em três dias. Foi brilhante nos treinos, fez o que podia, mas no domingo, fez o que não podia...
Afobou na largada e daí pra frente comprometeu o resto. Se ele tiver só mais uma chance, terá que fazer um milagre em Monza para não ficar a pé.
Felipe Massa teve mais um fim de semana sofrível, além do pneu furado, levou uma humilhante ultrapassagem de Fernando Alonso, além de um ritmo de corrida fraco. Descontando o problema do pneu, Felipe está se especializando em culpar os outros e dar desculpas esfarrapadas, o torcedor brasileiro está perdendo a paciência.
Rubens Barrichello também não teve o que comemorar, largou à frente de Maldonado, mas de resto foi um desastre. Bateu na Sauber, ficou fora da Zona de pontuação e viu seu companheiro chegar nos pontos pela primeira vez. A pressão da não renovação de contrato parece ter afetado o veterano. Não só o carro da Williams que é ruim, Barrichello está correndo mal, as classificações e as corridas tem mostrado isto. O que é péssimo para quem quer ficar na F1.
Bom, e Monza? Monza fica pra semana que vem.

Abraços and keep yourself alive!

Posts Relacionados

0 comentários :