Um dos lances mais divertidos dos últimos anos na F-1 aconteceu no GP de Mônaco de 2001. O pole-position David Coulthard deixou o motor morrer antes da volta de apresentação e foi para o último lugar. Começou uma corrida de recuperação e encostou atrás do brasileiro Enrique Bernoldi, com a pavorosa Arrows, na oitava volta. Por longas 36 voltas, Coulthard tentou de todas as maneiras passar o brasileiro nas estreitas ruas do principado, sem nenhum sucesso.

Mais patético que as reclamações de Coulthard e de Ron Dennis, chefão da McLaren (que foi até a posição de Tom Walkinshaw, dono da Arrows, para reclamar não sei do quê) eram os ineptos fiscais de pista monegascos.

Eles olhavam uma McLaren atrás de uma Arrows e burramente acenavam bandeira azul, de retardatário (olhem o instante 02min57s). Um piloto apenas limitado, Bernoldi teve seu momento de glória na F-1, segurando a então imbatível McLaren por 36 voltas e com uma grande exposição na transmissão da corrida.

O momento mais especial foi quando o líder Michael Schumacher foi dar uma volta nos dois e Bernoldi, muito inteligentemente, conseguiu dar a posição sem atrapalhar o alemão, e ainda continuou segurando o escocês, enfurecido com o tempo perdido (olhem o instante 05min45s). Bernoldi só perdeu a posição na parada dos boxes, e Coulthard terminou na honrosa 5° colocação.

Vejam o vídeo:

Posts Relacionados

2 comentários :

Teté disse...

Jean, me lembro dessa corrida... os fiscais ficaram dando bandeira azul por várias voltas! Mas não me lembro em que posição o Bernoldi chegou... você sabe?

Jean Corauci disse...

Teté Bernoldi foi o nono na prova e Coulthar o quinto masi informações na encliclopédia do GP Expert http://gpexpertacontecimentos.blogspot.com/2011/05/gp-de-monaco-de-2001.html