O engessado mercado de 2012 e o mais triste dos vídeos

11/08/2011

Caros Amigos do Gpexpert,

Nesta mês de folga da F1, não podemos fugir de um assunto que é sempre praxe desta época de ano. O "troca-troca" de pilotos para a próxima temporada.
Entretanto, este ano, a situação parece bem atípica, com poucas trocas e quase nenhuma novidade. As principais equipes estão pregando a manutenção de seus pilotos para a próxima temporada, muito se deve a falta de opções no mercado e a falta de ousadia dos chefes de equipes. Vamos passar rapidamente e ver o panorama de cada equipe, por hora.

RBR- Quase tudo certo que manterá seus pilotos para 2012, Vettel é o atual campeão e o Webber fica para uma provável temporada de despedida. Situação conveniente, já que o australiano é bastante útil para os planos da RBR. Além do que, seus possíveis sucessores, os pilotos da STR, não têm feito por merecer o acesso a equipe Matriz.

Ferrari - Tudo caminhou ao gosto da Ferrari e de Fernando Alonso, para que as coisas fiquem na mesma em 2012, renovou o contrato por longa data e viu ainda Felipe Massa, com pires na mão, implorando por mais um (último) ano de contrato na equipe. Dependendo do andamento de 2012, o último de F1.

Mclaren- A Mclaren tem a melhor dupla de pilotos da F1 atual. Dois campeões do mundo que equilibram arrojo e inteligência. Enquanto não houver conflito de interesses entre os dois pilotos, a Mclaren não terá motivos para trocar de pilotos.

Renault- A Renault deve promover a saída de Heidfeld, que pode ser até este ano. O alemão já caiu na caldeira da equipe francesa e sua cadeira está reservada para Romain Grosjean. O Francês está em alta e ainda agradaria a permanência dos francês na equipe. Petrov e seus dólares são intocáveis na equipe.

Sauber - A Sauber espertamente manterá seus dois pilotos para 2012. Além de serem pilotos de potencial, trazem fundos e agradam a parceira da equipe (A Ferrari). A quem diga que Sérgio Perez seria um substituto ideal para Massa e a Sauber é perfeita para este laboratório da italiana.

Mercedes - Rosberg fica; Schumacher por mais que se comente, também fica, por vários motivos. Primeiramente, a Mercedes por questões éticas, não o demitirá. Segundo, se ele sair agora consuma e ratifica o fracasso de sua volta. Ficando mais um ano, ele não tem nada a perder, um fracasso de dois anos ou três, muda pouca coisa.Mas ficando mais um ano, Schumacher tem a chance de ter um carro melhor e de fazer alguma coisa, e buscar o que quer, uma renovação de contrato. Terceiro, Schumacher não vai abandonar pelo real motivo de sua volta, a infelicidade do anonimato. Isto mesmo, ele voltou, pois não conseguiu ser um anônimo. Viver longe dos holofotes e das manchetes não faz Schumacher feliz. Por isto, ele insistirá.

Force India- Na teoria fica com seus pilotos, mas o que fará com Hulkenberg? Não era a intensão da equipe manter o piloto na reserva mais um ano. Como não negociou (ou despachou) nenhum de seus titulares, o alemão está sobrando e tirará o sono de muitos pilotos até que todos os contratos sejam fechados.

Williams - A equipe inglesa é a grande interrogação deste ano. Tudo encaminhava para a permanência de seus dois pilotos.Porém, circulam boatos de que a Williams adotaria a política da Sauber, ou seja, ter dois pilotos jovens, rápidos e que trazem fundos para equipe (Leia-se Hulkenberg). Com este propósito, Barrichello dança, o que seria um fim de carreira melancólico para o Brasileiro, resta ver se Frank Williams vai adotar esta política, que não faz parte de sua história.

STR- Outra também que deve manter seus pilotos, mas pode também promover o novato revelação Ricciardo, o que afundaria a carreira de algum de seus titulares.

Lotus, Hispania, Virgin - Nestas equipes, quem pagar mais, leva.
Um fato concreto parece ser aposentadoria de Trulli, que do jeito que está, nem fará falta.

E é isso.

Mudando de assunto, toda hora vejo e escuto pessoas recorrendo a um assunto infindável e desnecessário. Para certas pessoas, Ayrton Senna após o fraco início de temporada em 1994, pensava em parar de correr.
O vídeo feito dias antes de sua morte, derruba este mito, pelas suas próprias palavras, ele acreditava que tinha como ainda ser campeão naquele ano. Pena que o destino não deixou que ele provasse isto. Mas uma coisa é para ser pensada, se Damon Hill perdeu o campeonato por 1 ponto, de maneira roubada, para Schumacher, levando uma surra imensa no início daquela temporada, o que teria feito Senna que já no início daquele ano, já fazia frente à Schumacher?

Pergunta que jamais será respondida, ficamos agora com um dos mais tristes vídeos postados neste blog.

Abraços and keep yourself Alive!


Posts Relacionados

0 comentários :