Eu (não sou o Jean Corauci) sou bastante jovem (acabei de fazer 13 anos) e nunca tinha visto a morte. Eu sei. Teve as mortes do Paul Dana e do Tony Renna na Indy, a do Rodrigo Sperafico na Stock Light e a do Gustavo Sondermann na Copa Montana. E eu não vi nenhuma dessas mortes.

Mas naquele fatídico domingo de GP da Coréia de F1. Eu estava na frente do notebook com a TV ao lado no Canal da Fox na TV a cabo vendo Os Simpsons. Estava tudo tranquilo como todo o domingo que rola aqui em casa. Quando minha mãe me manda comprar comida no mercadinho que fica uma rua acima da nossa.

Ia ser apenas uma viagem rápida ao mercadinho, é claro. Chego ao mercadinho. O dono do mercadinho estava vendo a corrida da F-Indy em Las Vegas. Eu que sou burro nem sabia que existia aquele oval de Las Vegas, mas sabia que teria aquela corrida, mas pensava que ia ser dias mais tarde.

Olho para a TV e percebo que o Luciano do Valle estava com uma voz triste. Corro rapidamente para casa. Sento no braço do sofá, pego o controle e boto no canal 15, o canal da Band na TV a cabo.

Então a TV mostra que a minha história continua amanhã.

Marcelo Necro.

Posts Relacionados

1 comentários :

Jean Corauci disse...

Beleza hein Marcelo tá me chamando de velhor é? Pô tenho só 32 anos.