Elio De Angelis

10/01/2012

Apesar de simpatizar com o nome (putz), nunca dei muita atenção à carreira de Elio De Angelis. Atualmente, andei lendo uns artigos e revendo algumas corridas e cheguei à conclusão de que sua história é bastante singular e interessante. Estreou na F1 em 1979, tendo passagens pela Shadow, Lotus (onde teve Ayrton Senna como companheiro) e Brabham.

Alguns fatos. 

Apesar dos 9 pódios só obteve duas vitórias. A primeira delas de forma espetacular, em uma das chegadas mais apertadas da história da categoria. Apenas 50 milésimos à frente de Keke Rosberg (se você não viu, tem um post aqui sobre isso). Seu segundo trunfo também foi um tanto quanto incomum. Aconteceu no louco GP de San Marino de 1985.

Em 1986, substituiu Nelson Piquet na equipe Brabham e, durante um teste no circuito de Paul Ricard, a asa traseira do seu BT55 se desprendeu, arremessando-o sobre uma barreira. O carro pegou fogo e De Angelis (que ficou preso ao carro) morreu asfixiado. Sua morte foi a última na categoria antes do triste fim de semana de 1994.

Veja mais em Blog do Boueri

Posts Relacionados

0 comentários :