Um dos pilotos mais marcantes da história da Ferrari, Gilles Villeneuve foi homenageado nesta terça-feira. No dia em que se completam 30 anos da morte do canadense, seu filho, Jacques Villeneuve, pilotou o modelo Ferrari 312T4 de 1979, com o qual o pai realizou algumas de suas melhores atuações na Fórmula 1.
Jacques guiou o antigo carro usado pelo pai no circuito de Fiorano, de propriedade da Ferrari, localizado próximo de Maranello, sede da montadora, no norte da Itália.


Em 1979, Gilles Villeneuve e seu companheiro, o sul-africano Jody Scheckter, conquistaram o Mundial de Construtores da Fórmula 1 para a equipe vermelha. Nesse mesmo ano, Scheckter ainda foi campeão entre os pilotos, enquanto que o canadense terminou na segunda posição.

Gilles guiou pela Ferrari entre o fim de 1977 e o início de 1982, até morrer aos 32 anos de idade em um acidente no treino classificatório para o Grande Prêmio da Bélgica, no circuito de Zolder. Ele somou 68 corridas na F1, com seis vitórias, duas pole positions e 13 pódios. Seu nome atualmente batiza o Autódromo Gilles Villeneuve, em Montreal, palco do GP do Canadá da categoria.

Jacques, 41 anos, competiu na elite do automobilismo mundial entre 1996 e 2006, mas nunca pela Ferrari. Ele ganhou o campeonato de 1997 pela Williams, vencendo a disputa com o alemão Michael Schumacher, do time italiano, na última prova, em Jerez de la Frontera. O canadense foi campeão da Cart em 1995, mesmo ano no qual faturou as 500 Milhas de Indianápolis.

Nesta terça, o espanhol Fernando Alonso publicou no Twitter uma foto ao lado de Felipe Massa e de Jacques Villeneuve em Fiorano, com o canadense já sentado na Ferrari 312T4. A capa do site da escuderia nesta terça publica matérias homenageando Gilles, citando a data como uma "ocasião adequada para evocar a memória de um homem que teve e sempre terá um lugar de honra na história da Ferrari".






Posts Relacionados

0 comentários :