Reveja as maiores reviravoltas da F1

26/06/2012

Fernando Alonso ganhou 10 posições e venceu o Grande Prêmio da Europa, em 24 de junho, em uma das 25 maiores reviravoltas da história da Fórmula 1. Veja nas próximas páginas o ranking liderado por John Watson, que saiu do 22º lugar do grid para o 1º nos EUA em 1983, e Rubens Barrichello, do 18º para o 1º na Alemanha, em 2000. Alonso aparece na lista também pelo GP de Cingapura de 2008, na marmelada arquitetada por Flavio Briatore, da Renault, com a participação de Nelsinho Piquet  Foto: Getty Images



Fernando Alonso ganhou 10 posições e venceu o Grande Prêmio da Europa, em 24 de junho, em uma das 25 maiores reviravoltas da história da Fórmula 1. Veja nas próximas páginas o ranking liderado por John Watson, que saiu do 22º lugar do grid para o 1º nos EUA em 1983, e Rubens Barrichello, do 18º para o 1º na Alemanha, em 2000. Alonso aparece na lista também pelo GP de Cingapura de 2008, na "marmelada" arquitetada por Flavio Briatore, da Renault, com a participação de Nelsinho Piquet.



1. John Watson (GBR): Grande Prêmio do Oeste dos Estados Unidos de 1983, em Long Beach
Largou na 22ª posição com a McLaren e terminou na primeira

2. Rubens Barrichello (BRA): Grande Prêmio da Alemanha de 2000, em Hockenheim
Largou na 18ª posição com a Ferrari e terminou na primeira

3. John Watson (GBR): Grande Prêmio do Leste dos Estados Unidos de 1982, em Detroit
Largou na 17ª posição com a McLaren e terminou na primeira

4. Kimi Raikkonen (FIN): Grande Prêmio do Japão de 2005, em Suzuka
Largou na 17ª posição com a McLaren e terminou na primeira

5. Jackie Stewart (GBR): Grande Prêmio da África do Sul de 1973, em Kyalami
Largou na 16ª posição com a Tyrrell e terminou na primeira

6. Michael Schumacher (ALE): Grande Prêmio da Bélgica de 1995, em Spa-Francorchamps
Largou na 16ª posição com a Benetton e terminou na primeira

7. Fernando Alonso (ESP): Grande Prêmio de Cingapura de 2008, em Marina Bay
Largou na 15ª posição com a Renault e terminou na primeira


* Nelsinho Piquet bateu propositadamente o carro contra o muro, provocando a entrada do safety car e beneficiando Alonso, que havia acabado de voltar dos boxes. Em 2009, FIA confirmou a "marmelada", arquitetada por Flavio Briatore e Pat Symonds, diretores da Renault, e puniu ambos, mas absolveu os pilotos - contribuíram para investigação

8.Alan Jones (AUS): Grande Prêmio da Áustria de 1977, em Osterreichring
Largou na 14ª posição com a Shadow e terminou na primeira

9. Olivier Panis (FRA): Grande Prêmio de Mônaco de 1996, em Monte Carlo
Largou na 14ª posição com a Ligier e terminou na primeira

10. Johnny Herbert (GBR): Grande Prêmio da Europa de 1999, em Nurburgring (Alemanha)
Largou na 14ª posição com a Stewart e terminou na primeira

11. Jenson Button (GBR): Grande Prêmio da Hungria de 2006, em Hungaroring
Largou na 14ª posição com a Honda e terminou na primeira

12. Bruce McLaren (AUS): Grande Prêmio da Argentina de 1960, em Buenos Aires
Largou na 13ª posição com a Cooper e terminou na primeira

13. Alain Prost (FRA): Grande Prêmio do México de 1990, na Cidade do México
Largou na 13ª posição com a Ferrari e terminou na primeira

12. Alain Prost (FRA): Grande Prêmio do México de 1990, na Cidade do México
Largou na 13ª posição com a Ferrari e terminou na primeira

14. Giancarlo Baghetti (ITA): Grande Prêmio da França de 1961, em Reims
Largou na 12ª posição com a Ferrari e terminou na primeira

15. Jim Clark (GBR): Grande Prêmio da Bélgica de 1962, em Spa-Francorchamps
Largou na 12ª posição com a Lotus e terminou na primeira

16. Ronnie Peterson (SUE): Grande Prêmio da África do Sul de 1978, em Kyalami
Largou na 12ª posição com a Lotus e terminou na primeira

17. Nigel Mansell (GBR): Grande Prêmio da Hungria de 1989, em Hungaroring
Largou na 12ª posição com a Ferrari e terminou na primeira

18. Peter Gethin (GBR): Grande Prêmio da Itália de 1971, em Monza
Largou na 11ª posição com a BRM e terminou na primeira

19. Jochen Mass (ALE): Grande Prêmio da Espanha de 1975, em Montjuic
Largou na 11ª posição com a McLaren e terminou na primeira

20. Jody Scheckter (AFS): Grande Prêmio da Argentina de 1977, em Buenos Aires
Largou na 11ª posição com a Wolf e terminou na primeira

21. David Coulthard (GBR): Grande Prêmio da Austrália de 2003, em Melbourne
Largou na 11ª posição com a McLaren e terminou na primeira

22. Fernando Alonso (ESP): Grande Prêmio da Europa de 2012, em Valência (Espanha)
Largou na 11ª posição com a Ferrari e terminou na primeira

* O ranking é do site StatsF1 e inclui todas as vitórias de pilotos que largaram da 11ª posição para baixo; não foram computadas as 500 Milhas de Indianápolis de 1954, 1955 e 1957, que faziam parte do campeonato e tiveram grandes reviravoltas, mas os principais pilotos do Mundial não participavam da prova

Posts Relacionados

0 comentários :