A queda de mitos

25/07/2012

Caros Amigos do Gpexpert,

Depois do Gp da Alemanha, o campeonato mais disputado da história tem um virtual campeão, Fernando Alonso. Parece uma conclusão meio precipitada já que estamos na metade do campeonato, mas convenhamos, depois da atuação de Alonso e da Ferrari, fica muito difícil uma reação de qualquer equipe e piloto, sem contar com a imensa diferença que Alonso abriu nestas últimas 3 corridas.
Primeiramente, temos que dar os parabéns ao espanhol e a equipe italiana que foram perfeitos no fim de semana, nem o sol tirou o bom ritmo de Alonso durante a corrida. Embora tivesse Vettel e Button próximos ao espanhol, em nenhum momento ele foi realmente ameaçado, numa vitória sem grandes perigos.
Esta vitória foi importante, pois quebra mitos sobre o desempenho da Ferrari nesta temporada. O primeiro grande mito que cai, é que o carro da Ferrari era lento em reta. Alguém viu na corrida alguém colocar ao lado de Alonso e tentar uma ultrapassagem? Vettel chegou perto e não conseguiu, Button e Hamilton idem, nem com asa móvel Alonso não foi ameaçado, resumo o carro da Ferrari é muito rápido de reta.
Outro mito que caiu, foi o de que a Ferrari tem problemas de tração, para aquecer pneus e desgasta demais os pneus. Alonso não foi ameaçado nas voltas após pits-stops e depois os pneus duram muito, via-se no fim da corrida Button e Vettel com pneus em frangalhos e Alonso sobrando. A Ferrari tem carro muito bom( e que não quebra já que Alonso chega 21º seguida corrida nos pontos) e não apenas um ótimo piloto.
Se a Ferrari tem um carro muito bom, nem todos sabem aproveitar o equipamento que tem. Felipe Massa, mais uma vez, pisou na bola, no treino e na corrida. Primeiro, perdeu a chance de ficar entres os primeiros ao errar na volta rápida na chuva. Isto até era perdoável, pois outros tiveram o mesmo problema.Porém, a batida na parte de trás do carro de Ricciardo logo na Largada, parece tão imperdoável quanto sua entrevista semana passada, quando disse que quer ficar na Ferrari e basicamente para ajudar Alonso. Depois de uma declaração dessa, Felipe não pode reclamar da falta de apoio da torcida brasileira, o que ele espera de uma torcida que tem 8 títulos mundiais e que faz 21 anos não sabe o que é um título?
O que ajuda Felipe Massa é que as correntes dentro da Ferrari se intensificam para que ele fique, já que não  se especulam mais outros pilotos e nem parece que exista, no momento, pilotos no mercado do perfil que interessa a Ferrari.
Falando em batida, mais uma vez, Bruno Senna se envolveu em um acidente. Na largada, desta vez com o Grosjean ( que mais uma vez também bateu), mas para sua sorte, Maldonado fez uma corrida inexpressiva e chegou apenas em 15º. A Cinderela Williams parece ter chegado à meia noite.
Entretanto, o grande Lance da corrida foi a polêmica ultrapassagem de Vettel e Button na penúltima volta. Foi revoltante a punição à Vettel, porém previsível. Todos após corrida já sabiam que o alemão não sairia limpo da história, já que hoje em dia tudo se pune na F1. Fico feliz em pensar que grandes pilotos da F1, como Senna, Villeneuve, Prost, Lauda, entre outros não, correm hoje em dia, pois  já mais aceitariam essa política de regulamento aplica na F1 moderna.
Não sei se Vettel infringiu o regulamento e nem condeno o Button pela reclamação ( ele estava na dele), mas com certas incoerências que ocorrem na F1. Esta manobra de Vettel foi repetida no mesmo ponto, da mesma forma, por Michael Schumacher contra Jarno Trulli em 2003 e não foi punido. Da mesma forma, por que Fernando Alonso não foi punido no treino oficial na Inglaterra após usar a Asa móvel em bandeira amarela, enquanto Felipe Massa e Vettel foram punidos na Espanha e Sergio Perez foi punido por supostamente atrapalhar pilotos no Q2, sendo que os pilotos que foram atrapalhados ( Raikkonen e Alonso) chegaram no Q3. Só gostaria de saber, por quê?
Falando de Perez e Raikkonen, deve se destacar a grande corrida da Sauber e do Finlandês, mas temos uma triste constatação: por mais que eles tenham carros rápidos e façam bons papéis na corrida, que a F1 tenha Asa móvel e Kers para ajudar nas utrapassagens, se continuarem largando em posições ruins como tem ocorrido durante as corridas, não há milagre que se possa fazer para que estes carros vençam corridas. Se não largarem na três primeiras posições, não adianta nem sonhar. É claro que não resolve fazer corridas como a de Schumacher, largou em terceiro e nem chegou perto do pódio ( não estou culpando ele).
Depois de tudo isso, não há muito mais o que se destacar na corrida, só mais um mau resultado de Hamilton que está com dificuldades dentro e fora da pista ( momento Caras!), este é outro piloto que precisa se concentrar e provar mais uma que é um grande campeão e que não se perdeu para sempre na F1. Sem se esquecer, que Mark Webber voltou a velha realidade.
Para finalizar, nem precisa dizer que a vitória semana quem vem de Alonso é uma barbada. Numa pista em que o carro da Ferrari se encaixa perfeitamente e o palco da primeira vitória da carreira de Alonso, tudo parece convergir para a festa na casa de Maranello. É correr, vencer e ir para as férias.
Abraços and keep yourself alive!    

 

Posts Relacionados

0 comentários :