Senna vai perder seu último recorde

22/10/2012


Dentre os vários recordes que conseguiu durante sua carreira, o único entre os mais importantes que ainda pertence ao brasileiro Ayrton Senna é o de tricampeão mais jovem da história da Fórmula 1. Porém, com a polarização do título entre Sebastian Vettel, líder do Mundial, e Fernando Alonso, vice-líder, são mínimas as chances de o brasileiro persistir com o recorde.
Em 20 de outubro de 1991, no Japão, o ídolo brasileiro se consagrou como o tricampeão mundial mais jovem da história, com 31 anos e 227 dias. Nos últimos 21 anos, ninguém conseguiu bater esta importante marca, que agora deve cair. Dos recordes mais significativos conquistados por Senna na categoria, este é o mais relevante que ainda segue sem ser batido. Durante sua carreira, o brasileiro obteve muitas marcas importantes: passou a ter o maior número de pole positions, inícios de prova na primeira fila, pole e vitória no mesmo GP e voltas lideradas.
Com a ascensão de Michael Schumacher na Ferrari, porém, os recordes foram batidos um por um. A honra de ser o tricampeão mais jovem, entretanto, o alemão não conseguiu superar. Em seu terceiro título, no ano 2000, Schumacher era apenas 80 dias mais velho que Senna à época de seu tricampeonato.
Campeão em 2010 e 2011, Vettel tem 25 anos neste temporada, seis a menos que Senna em 1991, e, mesmo se for superado por Alonso neste fim de temporada, terá ainda seis anos para superar o feito de Senna. Já Alonso, que foi campeão em 2005 e 2006, tem 31 anos, completados em julho, e só tem esta chance de superar seu ídolo, já que na última prova do calendário será 81 dias mais novo que Senna em 1991. Na F1 atual, na qual os pilotos chegam cada vez mais jovens, era uma questão de tempo para Senna perder seu último grande recorde na categoria.
A única chance de o recorde ficar com Senna seria se acontecesse alguma grande zebra, com Kimi Raikkonen, Mark Webber ou Lewis Hamilton tirando a vantagem dos líderes, restando quatro provas para o fim, e vencendo o campeonato. As chances, porém, são mínimas: Raikkonen, o terceiro, tem 161 pontos, contra 215 de Vettel.
Vale lembrar que, além desse, Senna ainda é dono de alguns recordes menos marcantes, mas difíceis de serem batidos. O piloto é, ainda hoje, o maior vencedor no tradicional circuito de Mônaco, com seis conquistas. Além disso, tem o maior número de poles consecutivas: o brasileiro largou oito vezes em sequência do primeiro lugar, entre as temporadas de 1988 e 1989.
Ayrton Senna foi tricampeão em 1991 aos 31 anos e 227 dias

Posts Relacionados

0 comentários :