A prova de recuperação que Sebastian Vettel fez saindo dos boxes e chegando ao pódio no GP de Abu Dhabi no último fim de semana deixou o alemão dez pontos à frente de Fernando Alonso na liderança do Mundial e com chances de ser campeão já nos Estados Unidos, próxima prova do calendário. Para chegar ao título antes da etapa do Brasil, porém, o piloto da Red Bull precisa de uma combinação de resultados pouco comum nesta temporada.

A conta é simples: Vettel tem de fazer com que a diferença para Alonso suba de 10 para 25 pontos para já sair do estreante circuito de Austin como tricampeão mundial.

Existem apenas três cenários possíveis para o alemão conseguir aumentar essa vantagem. Confira abaixo o que precisa acontecer para que a temporada 2012 da Fórmula 1 seja decidida nos Estados Unidos, penúltima corrida do calendário.

1 - Vettel vence e Alonso chega no máximo em quinto
A forma mais tranquila de o alemão chegar ao título antecipado é com uma vitória: caso isso aconteça, terá de torcer para Alonso não chegar entre os quatro primeiros.
O histórico deste ano, porém, mostra que essa possibilidade não é tão simples de acontecer. Nas 18 etapas do ano até agora, esse cenário só aconteceu em duas corridas, no Bahrein e no Japão . Das cinco vitórias de Vettel, em três Alonso ficou no pódio ao lado do alemão. A situação parece ainda mais complicada neste fim de temporada: na segunda metade do campeonato, Alonso subiu ao pódio em todos GPs que completou.

2 - Vettel chega em segundo e Alonso fica no máximo em nono
Vettel também pode conquistar o título em Austin se chegar na segunda posição. Neste caso, Alonso teria de ser no máximo o nono colocado, o que tem sido ainda mais incomum. De todas as provas que completou, esta foi a pior posição que o espanhol ficou e aconteceu apenas uma vez, no GP da China , terceira etapa da temporada. Os outros dois piores resultados do espanhol em 2012 aconteceram por conta de abandonos. 

3 - Vettel chega em terceiro e Alonso não pontua
A última possibilidade de Vettel ser campeão seria terminar a prova de Austin em terceiro e contar com Alonso fora da zona de pontuação. Nesse caso, teria de torcer para que algum acidente tirasse seu rival da corrida – como aconteceu em Cingapura e no Japão -, já que o espanhol pontuou em todas as provas que completou. Vale lembrar que nenhum dos dois carros da Ferrari abandonou qualquer prova da temporada por problemas mecânicos.
Siga o iG Automobilismo no Twitter

A corrida de Austin, penúltima da temporada, vai acontecer no dia 18 de novembro, às 17 horas (de Brasília) e, como GP Expert adiantou, não terá transmissão ao vivo da TV brasileira . Caso o título não seja definido na prova americana, a decisão ficará para o GP do Brasil, que vai acontecer em Interlagos, no dia 25. 

Posts Relacionados

0 comentários :