motor turbo f1 O primeiro motor turbo para a F1 já foi apresentado

O downsizing também chegou à Fórmula 1, e vistos motores com menos cilindrada e respectivo número de cilindros assim como sistemas que potencializam um menor consumo sem perder a potência que todos ambicionam. A Mercedes foi a primeira a adiantar-se na promoção e na respectiva apresentação do seu novo motor para 2014.

A temporada de 2013 ainda não começou, e não será para este ano a introdução dos motores turbo que há décadas atrás fizeram tanto sucesso na categoria máxima do esporte a motor.

Em 2014 será um ano de muitas alterações no carrocel da F1, os atuais motores com 2,4 Litros de capacidade e 8 cilindros em V serão trocados pelos motores com 1.6 Litros de capacidade e “apenas” 6 cilindros na mesma configuração, ou seja em V. Estas mecânicas também vão contar com as unidades de recuperação de energia, mas desta feita muito mais evoluídas e potentes que os sistemas KERS usados atualmente.

As principais marcas como a Ferrari, a Renault ou a Mercedes já trabalham arduamente não só na próxima temporada, mas muito particularmente na temporada de 2014 e nos respectivos motores. Porém a primeira marca a apresentar ao mundo os detalhes do seu novo motor foi a marca alemã, que até mostrou a primeira fotografia desse órgão mecânico.

Estes novos motores deverão ter o mesmo nível de potência (750cv) dos V8 atuais. Mas grande fatia dessa potência virá dos novos sistemas de recuperação de energia de travagem. Atualmente esses sistemas KERS oferecem aos pilotos cerca de 80 cavalos extra durante 6,7 segundos por volta. Já os futuros sistemas irão oferecer 160 cavalos adicionais por muito mais tempo, na ordem dos 33,3 segundos por volta.

Segundo o diretor da Mercedes-Benz High Performance Engines, Andy Cowell, este motor irá ter uma sonoridade própria e farão um barulho suficientemente alto. Desta forma sossega os mais cépticos quem temiam que os novos motores turbo não seriam agradáveis nem suficientemente melodiosos de ouvir em pista.

http://www.autoblog.pt/