Irmãos na Formula-1

15/04/2013

Peter e Graham Whitehead

http://f1.imgci.com/PICTURES/CMS/300/336.jpg

Peter disputou 10 GPs entre 1950 e 1954. Graham, seu meio-irmão, marcou presença no GP da Grã-Bretanha de 1952.

Jimmy e Jackie Stewart

Jimmy disputou apenas uma corrida: o GP da Grã-Bretanha de 1953. Jackie foi tricampeão mundial (1969, 1971 e 1973) e conquistou 27 vitórias.




Ricardo e Pedro Rodriguez

Apesar de ser mais jovem, Ricardo estreou na Formula 1 antes de seu irmão. Disputou 6 corridas entre 1961 e 1962, mas veio a falecer aos 20 anos de idade, após uma falha nos freios de sua Lotus durante os treinos para o GP do México daquele ano.

A morte de Ricardo causou comoção nacional no México e Pedro pensou em parar de correr, mas mudou de ideia e estreou na F1 no GP dos EUA de 1963. No GP da África do Sul de 1967, tornou-se o primeiro mexicano a vencer na categoria. Assim como o irmão, também morreria nas pistas, em uma corrida de carros-esporte, em 1971.




Emerson e Wilson Fittipaldi

Emerson foi bicampeão mundial e venceu 14 corridas. Correu entre 1970 e 1980 por Lotus, McLaren e Fittipaldi.


Wilson disputou 38 GPs entre 1972 e 1975, pela Brabham e pela Fittipaldi.


Tino e Vittorio Brambilla

Ernesto "Tino" Brambilla participou do GP da Itália de 1963. Em 1969, tentou novamente, mas não se classificou.

Vittorio, apelidado de "O Gorila de Monza" em razão do jeito bruto de pilotar, participou de 79 corridas, vencendo o GP da Áustria de 1975, com um March.



Jody e Ian Scheckter

Jody participou de 113 corridas entre 1972 e 1980. Conquistou 10 vitórias e foi campeão do mundo em 1979.

Ian, 3 anos mais velho, participou de 20 GPs entre 1974 e 1977, mas sequer pontuou.



 José Dolhem e Didier Pironi

Eram meio-irmãos, ou melhor, "primos-irmãos". Ambos eram filhos do mesmo pai e suas mães eram irmãs. Dohlem disputou apenas um GP (nos Estados Unidos em 1974), enquanto Didier correu de 1978 a 1982, conquistando 3 vitórias.



Gilles e Jacques Villeneuve

Gilles correu entre 1977 e 1982. Ganhou 6 corridas e, mesmo não sendo campeão mundial, se tornou uma das lendas da Ferrari.

Jacques participou dos GPs do Canadá e de Las Vegas em 1981 e do GP canadense de 1983, mas não se classificou para a largada em nenhuma das vezes. Trocou a F1 pela CART, onde chegou a vencer uma corrida.

Obs: não confundi-lo com o outro Jacques Villeneuve, seu sobrinho, campeão mundial em 1997.


 Joachim e Manfred Winkelhock

Joachim participou de 7 GPs em 1989, mas não conseguiu classificação para largar. Manfred correu 56 vezes entre 1980 e 1985.




Corrado e Teo Fabi

Teo correu em 1982 e de 1984 a 1987. Foram 71 corridas, 2 pódios, 3 poles e 2 melhores voltas.
Corrado participou de 18 corridas entre 1983 e 1984.

 
Gary e David Brabham

Os 2 são filhos do tricampeão Jack Brabham.

Gary participou de 2 GPs em 1990, mas não se classificou para a largada.
David foi um pouco melhor e disputou 30 GPs entre 1990 e 1994.




Michael e Ralf Schumacher

Michael correu de 1991 a 2006 e retornou em 2010. Venceu 7 campeonatos e 91 corridas.
Ralf correu entre 1997 e 2007, vencendo 6 corridas.

Os irmãos subiram ao pódio 13 vezes juntos e fizeram 5 dobradinhas.


http://www.formula-2.blogspot.com.br/

Posts Relacionados

0 comentários :