Veja a seguir as melhores frases que os pilotos da F-1 deixaram escapar.
 
Tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna esbanjava autoconfiança dentro e fora das pistas. Em 1991, ano do último título, quando foi questionando sobre o seu maior erro, Senna não teve dúvida e respondeu:  "Meu maior erro? acho que ainda não o cometi...".
 

Sempre falastrão, o igualmente tricampeão do mundo, Nelson Piquet, conquistou a F-1 em 1981, 1983 e 1987. O ex-piloto tem fama de ser polêmico fora das pistas e ao falar do adversário Ayrton Senna mais uma vez comprovou a fama de ser um tanto ácido: “Um jornalista me pediu para dizer com sinceridade quem era melhor, eu ou Senna. Respondi: "estou vivo".

Felipe Massa e Fernando Alonso são hoje companheiros de equipe Ferrari, mas a relação dos dois nem sempre foi muito boa. Depois do GP da Europa de 2007, o brasileiro foi tirar satisfação com o então piloto da McLaren sobre um toque na pista. “Você fez de propósito...   Vai cagar! Vence e se comporta assim...  Vence e faz uma coisas dessas... Vence e faz uma coisas dessas...".

Nessa mesma briga, Fernando Alonso, que saiu vitorioso da corrida, respondeu: “É você que precisa aprender. A três voltas do final e quase fica em quinto".

Kimi Raikkonen reconduziu a Lotus às vitórias na temporada 2011 de Fórmula 1. Durante o GP de Abu Dabi, o finlandês se estressou com o engenheiro da sua equipe pelo rádio e mandou um inusitado “deixe-me em paz, eu sei o que estou fazendo.” Não contente, logo em seguida brigou mais uma vez com o engenheiro para ele não ficar alertando o tempo todo sobre o aquecimento dos pneus. “Sim, sim, sim, sim, eu estou fazendo isso o tempo todo. Você não tem que me lembrar a cada segundo”, disse.

“Meu único interesse na vida é olhar para a cara do meu lado e dizer: Eu dirijo mais rápido do que você e minha namorada é melhor do que a sua.", esse era Eddie Irvine, fiel escudeiro de Michael Schumacher nos tempos áureos de escuderia Ferrari.

Michael Schumacher é um dos maiores pilotos que já passaram pela Fórmula 1. O alemão já participou de 306 corridas, vencendo 91 delas.  Ao falar do eterno rival brasileiro, Rubens Barrichello, não podia faltar uma alfinetada: "O Barrichello é assim: reclama quando perde e quando ganha."

"Infelizmente a sua morte era previsível, pois como se costuma dizer, ele estava indo mais rápido do que os carros que pilotava." Alain Prost sobre Ayrton Senna.

Posts Relacionados

2 comentários :

Gi disse...

Kimi disse isso em 2012. Em 2011 ele não tinha voltado a formula 1.

william haddad disse...

de todos os pilotos brasileiros o único que nunca me simpatizei, foi justamente este tal de nelson paquete
é paquete mesmo de menstruação este chato de galocha.