Stock Car: GP de Ribeirão Preto 2013

12/08/2013

A sensação de vencer uma corrida de Stock Car no Dia dos Pais não era novidade para Thiago Camilo. O piloto da RCM havia conquistado a vitória em 2006 justamente quando celebrava a data, e dedicou o feito ao seu pai, Bel Camilo. Neste domingo, o dono do carro 21 repetiu a dose e saiu da quinta posição no grid em Ribeirão Preto para faturar uma prova pela primeira vez na temporada. Novamente, motivo de orgulho para Bel, que competiu na Stock até 2003, ano em que o filho estreou na categoria. Max Wilson e Valdeno Brito completaram o pódio.


- Automobilismo é um esporte supercomplicado, e meu pai me ajudou muito no início da carreira, desde o kart, fez com que eu ingressasse na Stock Car de uma maneira muito mais fácil. Pelo fato de ele ter sido piloto, me colocou logo em uma equipe. Em todo esse processo, ele tem muita contribuição, nada mais justo que dedicar isso a ele – disse o piloto do carro 21 após conquistar o “bi dos pais”, como Bel Camilo classificou o feito.

Mesmo fora da premiação, Cacá Bueno voltou à liderança do campeonato, com 124 pontos. Quarto colocado nas ruas do Distrito Industrial de Ribeirão, o pentacampeão superou Ricardo Maurício – nono colocado neste domingo – por apenas um ponto. Com a vitória, Camilo saltou para o terceiro lugar na tabela, com 112 pontos. Daniel Serra, que chegou à cidade como o vice-líder do campeonato, se envolveu em um toque com Valdeno Brito logo no início da prova e não pontuou, caindo para a quarta posição, com 110 pontos.


Thiago Camilo abraça o pai após vitória em Ribeirão Preto (Foto: Duda Bairros / Stock Car)Thiago Camilo abraça o pai após vitória em Ribeirão Preto

A corrida

A largada foi repleta de toques, mas, ao contrário do esperado, ninguém ficou pelo caminho. Como a primeira curva favorecia a fila puxada pelo pole position (das posições ímpares de largada), Átila Abreu conseguiu se destacar do pelotão sem problemas, enquanto Max Wilson e Thiago Camilo, que largavam em terceiro e quinto, respectivamente, saltaram para o segundo e o terceiro lugares. Cacá Bueno caiu para o quarto posto, sendo bastante pressionado por Rubens Barrichello.

Largada da etapa de Ribeirão Preto

A primeira entrada do carro de segurança foi com cerca de cinco minutos de corrida, quando Rodrigo Pimenta acertou uma das barreiras de concreto. Átila parecia liderar com tranquilidade, mas seu carro passou a perder rendimento na 15ª volta, o que provocou uma reviravolta na corrida. Em menos de um minuto, o carro 51 perdeu a liderança para o 65 de Max Wilson e foi superado também por Thiago Camilo. Na volta seguinte foi a vez de Cacá Bueno assumir a terceira posição. Conhecido como o “Rei de Ribeirão”, o sorocabano terminou na décima posição.



Se as coisas não iam bem para Átila, Valdeno Brito não tinha motivos para perder a motivação. Com um carro equilibrado, o paraibano que partia da sexta posição escalou o pelotão: superou Daniel Serra e Rubens Barrichello e passou a pressionar o pentacampeão Cacá Bueno a 15 minutos para o fim da prova, em um duelo de alto nível.

Uma nova entrada do safety car em decorrência de uma batida do carro 23 de Duda Pamplona, a dez minutos para o fim dos 40 minutos regulamentares, juntou novamente os competidores. Foi quando ocorreram duas mudanças decisivas para o resultado final. Quando a bandeira verde foi acionada, Valdeno Brito fez uma linda ultrapassagem sobre Cacá Bueno, pouco antes de Thiago Camilo ganhar a liderança usando o botão de ultrapassagem na reta principal sobre Max Wilson. Apesar das disputas até a bandeirada, as posições não se alteraram mais entre os primeiros colocados.


Comemoração de Thiago Camilo após vitória em Ribeirao Preto (Foto: Duda Bairros / Stock Car)Thiago Camilo comemora muito a vitória em Ribeirão Preto

Veja o resultado da sétima etapa da temporada 2013 da Stock Car, em Ribeirão Preto:

1. Thiago Camilo – carro 21 da RCM
2. Max Wilson– carro 90 da RC
3. Valdeno Brito – carro 77 da A. Mattheis
4. Cacá Bueno – carro 0 da RBR Mattheis
5. Rubens Barrichello – carro 111 da Full Time
6. Rafa Matos – carro 2 da Hot Car
7. Nonô Figueiredo, carro 11 da AMG
8. Júlio Campos – carro 4 da Mico’s Racing
9. Ricardo Maurício – carro 90 da RC
10. Átila Abreu – carro 51 da AMG
11. Denis Navarro, carro 5 da VS Racing
12. Alceu Feldmann – carro 82 da Full Time
13. Popó Bueno, carro 74 da A. Mattheis
14. Tuka Rocha – carro 25 da RZ Motorsport
15. Diego Nunes – carro 70 da Bassani Racing
16. Galid Osman – carro 28 da RCM
17. David Muffato – carro 35 da Carlos Alves
18. Ricardo Zonta – carro 10 da RZ Motorsport
19. Sergio Jimenez – carro 73 da VS Racing
20. Ricardo Sperafico – carro 20 da ProGP
21. Rodrigo Sperafico, carro 19 da Mico’s Racing
22. Vitor Genz – carro 46 da Gramacho
23. Marcos Gomes – carro 80 da Carlos Alves
24. Beto Cavaleiro – carro 7 da Cavaleiro Racing

Não completaram
Daniel Serra – carro 29 da RBR Mattheis
Fábio Fogaça – carro 72 da Vogel
Duda Pamplona – carro 23 da ProGP
Allam Khodair – carro 18 da Vogel
Wellington Justino – carro 26 da Hot Car
Luciano Burti – carro 14 da Boettger
Rodrigo Pimenta, carro 3 da Gramacho
Lico Kaesemodel – carro 63 da Boettger
Felipe Lapenna – carro 27 da Cavaleiro Racing

Posts Relacionados

0 comentários :