Ranking [1990 - 2013] - Parte 2

17/09/2013

Como prometido, está ai embaixo a segunda parte do ranking proposto pelo blog do Boueri, para eleger os dez melhores pilotos que estiveram na Fórmula 1 a partir da temporada de 1990. Não custa lembrar que a ordem respeitou os critérios divulgados na chamada da brincadeira, e as listas enviadas por cada um. Portanto, não tenho qualquer responsabilidade sobre o resultado.

Se você não viu a primeira parte, que traz em ordem decrescente os pilotos classificados do 10º ao 6º lugar, basta clicar aqui.


Temporadas em atividade: 1991 – 2001 (165 GP’s).
Títulos conquistados: 2 (1998, 1999).
Vitórias: 20 (12%).
Pole positions: 26 (16%).


Depois de duas temporadas na Lotus, Häkkinen foi contratado pela McLaren, onde aprendeu seu ofício com os melhores. Corajoso e bastante veloz, conseguiu um bicampeonato maiúsculo em 1998 e 1999, travando duelos épicos contra Michael Schumacher. A ultrapassagem sobre o alemão em Spa-Francorchamps ainda é considerada coisa de outro mundo.

Temporadas em atividade: 2001 | 2003 – (210 GP’s).
Títulos conquistados: 2 (2005, 2006).
Vitórias: 32 (15%).
Pole positions: 22 (10%).

Um talento que, com apenas 25 anos, venceu dois títulos sobre dupla dominante Michael Schumacher e Ferrari. Quando o alemão se aposentou, Alonso era tido como o grande candidato a iniciar uma hegemonia na categoria. Mesmo com temporadas ruins de 2007 pra cá, ainda é capaz de performances bem acima do potencial dos carros que possui.

Temporadas em atividade: 2007 – (112 GP’s).
Títulos conquistados: 3 (2010, 2011, 2012).
Vitórias: 32 (29%).
Pole positions: 40 (36%).

Com três títulos mundiais em três temporadas consecutivas, Vettel caminha para seu quarto título mundial em sequência. Além dele, apenas Fangio e Schumacher conseguiram este feito. O alemão foi o piloto mais jovem a vencer uma corrida, e já aparece em sexto lugar entre os maiores vencedores da história. E tudo isso com apenas 26 anos.


Temporadas em atividade: 1984 – 1994 (162 GP’s).
Títulos conquistados: 3 (1988, 1990, 1991).
Vitórias: 41 (25%).
Pole positions: 65 (40%).

Venceu dois campeonatos no período, e apesar das temporadas de 1988 e 1989 terem sido meteóricas e explosivas, Senna estava no auge de sua pilotagem no início dos anos 90’. Tanto que, a temporada de 1993 é considerada por muitos como a melhor de sua carreira, quando, com uma McLaren bastante limitada, travou duelos épicos contra a Williams “de outro planeta”. Ainda havia muito para mostrar quando morreu em 1994.

Temporadas em atividade: 1991 – 2006 | 2010 – 2012 (306 GP’s).
Títulos conquistados: 7 (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004).
Vitórias: 91 (30%).
Pole positions: 68 (22%).

O alemão acumulou nada menos do que 7 títulos mundiais no período. Seus números, por mais que possam ser batidos a curto prazo, representam o grande piloto que foi.

Posts Relacionados

0 comentários :