A nova vida de Massa e Webber

22/11/2013

O circuito de Interlagos, São Paulo, até pode funcionar como palco para a 13.ª vitória de Sebastian Vettel em 2013 – seria a 9.ª consecutiva do alemão –, mas a corrida deste fim de semana tem significados, digamos, com outra carga emocional. Principalmente para Mark Webber, mas também para Filipe Massa.

No caso do australiano, o GP Brasil é o último da carreira. Aos 37 anos, Webber avança para o 215.º e último Grande Prémio de uma carreira iniciada em 2002 na... Minardi. O companheiro de equipa de Vettel quer despedir-se com um triunfo – seria o 10.º –, mas pela frente, literalmente, tem um tetracampeão que não está disposto a abrandar o ritmo que lhe deu o título há mais de um mês. “Vou ter saudades de algumas coisas, de circuitos como Spa ou o Mónaco, da adrenalina, de trabalhar com pessoas como Adrian Newey”, concedeu Webber na conferência de imprensa que serviu a lançamento para a última prova do calendário deste ano.

Para Felipe Massa a nostalgia é outra. O brasileiro, 32 anos, despede-se da Ferrari após 8 temporadas ao serviço da equipa italiana. Já garantiu um lugar na Williams em 2014, mas há naturais e enormes diferenças entre as duas realidades. “Uma carreira de 8 anos na Ferrari é um sonho tornado realidade”, afirmou Massa, acrescentando que as novidades para 2014 são mote para o início de carreira na Williams.

Posts Relacionados

0 comentários :