Números

25/11/2013

A temporada acabou, e procurando assunto, achei dois tópicos que merecem ser citado aqui. Estatísticas, números, que não deixam de ser interessantes. Coisa pra encher linguiça, mesmo.

- 2013 marcou  uma das piores temporada da história da McLaren, e interrompeu uma série de 32 temporadas consecutivas com ao menos um pódio. A Ferrari é a recordista, subiu ao pódio pelo menos uma vez por ano desde 1981. Depois da McLaren, a Lotus aparece com uma série de 29 temporadas (1960 - 1988) e a Williams tem 28 (1978 - 2005). A Red Bull está longe ainda, mesmo subindo ao pódio desde 2006, são "apenas" 8 temporadas.

- A era dos vêoitões chegou ao fim. Nos 8 anos em que foram utilizados, os propulsores Renault foram os mais vitoriosos, conquistando 5 campeonatos de construtores/pilotos. Foram 60 vitórias dos franceses, 66 pole positions e 56 voltas mais rápidas. A nível de comparação, no mesmo período, a Mercedes acumulou 46 vitórias, a Ferrari 39 e a Honda apenas 1, com Button, em 2006. Ao todo, foram 1271 motores construídos (683 para corridas e 588 para testes em bancada), e os seguintes números ai embaixo. Não conferi nada, mas são impressionantes:

7.600.000 peças utilizadas;
21.800 pistões;
43.200 válvulas de admissão;
45.900 válvulas de escape;
22.000 velas de ignição;
10.600 filtros de óleo;

Mais Fórmula 1? Clica aqui!

Posts Relacionados

0 comentários :