Ron Dennis retorna à McLaren

01/02/2014


Ron Dennis retomou o poder da McLaren e será o presidente-executivo da escuderia inglesa na F-1. O dirigente de 66 anos saiu da linha de frente da equipe em 2009 depois de 27 anos como o principal chefe pouco tempo depois de um escândalo de espionagem.

O britânico vai acumular a função como presidente-executivo do grupo com seu cargo de chairman e chefe da divisão de carros esportivos da McLaren. Na McLaren, Dennis conquistou sete títulos no Mundial de Construtores, foi chefe de Ayrton Senna e Alain Prost no final dos anos 80 e começo dos anos 90 e foi responsável em promover, entre outros, Lewis Hamilton como piloto principal. O último campeonato conquistado por um piloto da McLaren foi em 2008, com Lewis Hamilton, e a equipe não conquista um Mundial de Construtores desde 1998. A McLaren será equipada com motores Mercedes neste ano, mas voltará a usar motores Honda em 2015 na esperança de voltar aos seus anos de glórias.

No mês passado surgiram especulações de que Dennis, que tem 25% de participação na McLaren, queria retomar o controle da equipe e substituir Whitmarsh como chefe da escuderia. Também surgiram rumores de que Ross Brawn, ex-chefe da Honda e da Mercedes que deixou a última no fim do ano passado, poderia ir para a McLaren. Brawn conquistou em 2009 o Campeonato Mundial com Jenson Button, quando era dono de sua então Brawn GP. A equipe surgiu das cinzas da equipe Honda, que no fim de 2008 decidiu abandonar a categoria, e deu origem à atual Mercedes. No ano passado, a escuderia inglesa penou. Terminou em quinto lugar e viu seus pilotos, o inglês Jenson Button e o mexicano Sergio Perez, terminarem em 9º e 11º lugares, respectivamente. No comunicado, a McLaren não diz qual será o destino de Martin Whitmarsh, então chefe da escuderia. Quando deixou a F-1, Ron Dennis deixou claro que não se tratava de aposentadoria. Ele permaneceu na empresa, cuidando dos carros esportivos. Em 2007, ele entrou numa polêmica por conta de um escândalo de espionagem, que envolveu a Ferrari.

Posts Relacionados

0 comentários :