2015 ???

10/10/2014


Veja como esta a dança das cadeiras para a temporada 2015 da F1.

Mercedes - Tem poucas dúvidas a respeito de seus pilotos: Lewis Hamilton já foi especulado na McLaren e na Ferrari, mas tem contrato até o final de 2015, enquanto Nico Rosberg tem contrato até o final de 2016.

Red Bull - Sebastian Vettel tinha contrato até o final de 2015, mas surpreendeu e anunciou que deixa o time no final de 2014, provavelmente rumo à Ferrari. Daniel Ricciardo permanecerá em 2015, agora correndo ao lado do russo Daniil Kvyat.

Williams - No fim de semana do Grande Prêmio da Itália, a Williams já colocou por terra as especulações: Valtteri Bottas e Felipe Massa permanecem em 2015.

Ferrari - Fernando Alonso tem contrato até o fim de 2016, mas está na mira da McLaren e está perto de deixar a escuderia italiana para buscar um carro mais competitivo, abrindo espaço para Sebastian Vettel. Já Kimi Raikkonen tem contrato até o final de 2015.

McLaren - Nenhum dos dois pilotos têm contrato para 2015, mas Kevin Magnussen vem cotado para permanecer após 2014. Jenson Button está perto de se aposentar, e já sabe que nomes como Sebastian Vettel e (principalmente) Fernando Alonso são cotados para substituí-lo.

Force India - Nico Hulkenberg chegou à equipe no começo de 2014 com a promessa de um contrato de vários anos (o que não quer dizer muito na Fórmula 1). Já Sergio Perez depende dos patrocinadores para permanecer, e corre risco de ficar sem vaga. Daniel Juncadella pode ser promovido.

Toro Rosso - Já oficializou a saída de Jean-Eric Vergne, que perdeu o emprego, e de Daniil Kvyat, promovido para ocupar a vaga de Sebastian Vettel na Red Bull. Max Verstappen foi anunciado como titular, e espera apenas por seu companheiro de equipe. Nomes como Carlos Sainz Jr. e Felipe Nasr são cotados.

Lotus - A permanência de Pastor Maldonado em 2015 foi anunciada pela Lotus em julho. A segunda vaga ainda está aberta - Romain Grosjean é o candidato mais provável, mas a situação financeira da equipe pode abrir as portas para pilotos com mais patrocínios, como Charles Pic.

Marussia - A equipe ainda está indefinida, mas os pontos conquistados em 2014 serão preciosos no orçamento. Jules Bianchi dificilmente retornará à Fórmula 1, enquanto Max Chilton deve permanecer. Nomes como Tio Ellinas (Chipre), Alexander Rossi (Estados Unidos), Rodolfo González (Venezuela) e Facundo Regalia (Argentina) podem pintar.

Sauber - A pior temporada da história da equipe suíça deverá custar caro aos atuais titulares, Esteban Gutierrez e Adrian Sutil. E mesmo em baixa, a Sauber tem uma fila de nomes interessados em vagas: Felipe Nasr, Sergey Sirotkin, Giedo van der Garde... Descartada, por enquanto, apenas Simona de Silvestro.

Caterham - Se tivermos a Caterham correndo em 2015, os pilotos dificilmente serão os mesmos de 2014. Kamui Kobayashi e Marcus Ericsson têm a concorrência de André Lotterer (Alemanha), Roberto Merhi (Espanha), Carlos Sainz Jr. (Espanha) e Robin Frijns (Holanda).

Posts Relacionados

0 comentários :